NOSSOS SERVIÇOS

Clínica da Audição

Audiometria Tonal e Vocal

A audiometria é um exame que avalia a audição das pessoas. Quando detecta qualquer anormalidade auditiva permite medir o seu grau e tipo de alteração, assim como orienta as medidas preventivas ou curativas a serem tomadas, evitando assim o agravamento.

Os principais tipos de audiometria são a audiometria tonal, que é considerado um teste subjetivo para avaliar o grau e o tipo de perda auditiva e a audiometria vocal, que pesquisa a capacidade de compreensão da fala humana.

O exame de audiometria tonal dura aproximadamente 30 minutos e tem como objetivo avaliar a função auditiva do paciente, emitindo tons puros, em várias intensidades e frequências, através da via aérea. O profissional irá apresentar sons com diferentes intensidades e frequências através de um fone devidamente colocado e o paciente apertará um botão ao ouvi-los, estabelecendo o mínimo de intensidade de estímulos sonoros que o indivíduo percebe e avaliando o tipo e grau da perda auditiva. É um dos testes básicos de avaliação da audição, imprescindível para o diagnóstico, acompanhamento da evolução e tratamento de doenças da audição.

O exame de audiometria vocal também chamada de logoaudiometria é um exame de grande importância na avaliação da audição e tem por objetivo detectar o limiar de recepção e do índice de reconhecimento da fala do indivíduo. É um teste indolor, que ajuda o profissional a avaliar a capacidade do paciente para compreender a fala. Através de fones o paciente ouve palavras que deverá repetir.

Imitanciometria

A imitanciometria, também chamada de impedanciometria, trata-se de um exame rápido, de fácil execução, indolor e que tem como objetivo avaliar as condições da orelha média e da tuba auditiva fornecendo informações a respeito da integridade funcional do tímpano e dos ossículos presentes na orelha média.

Os imitanciomêtros (analisadores de orelha média), aparelhos que realizam a imitanciometria, possuem duas funções, a da medida da compliância da orelha média e a de determinar os limiares dos reflexos timpânicos. O exame é feito introduzindo uma sonda no canal auditivo do paciente, tapando o meato auditivo externo por completo.

Seleção e Adaptação de Próteses Auditivas

A adaptação de próteses auditivas abrange vários aspectos a serem analisados, desde o fornecimento das próteses até os resultados da protetização, o que possibilitaria uma melhoria do planejamento das ações em Atenção à Saúde Auditiva.

Tem como objetivo verificar as dificuldades relacionadas ao uso e manuseio de pilhas e moldes auriculares e as características da amplificação, e discutir os aspectos envolvidos no processo de adaptação das próteses auditivas, orientação e acompanhamento deste grupo de estudo.

Avaliação Processamento Auditivo

Os transtornos do processamento auditivo ocorrem devido a uma alteração ou inabilidade na recepção, análise e processamento da informação auditiva. Podem afetar a compreensão de fala, o desenvolvimento das habilidades linguísticas, a percepção dos sons de fala e consequentemente o aprendizado de maneira eficiente.

O diagnóstico só é possível por meio de uma avaliação realização por meio de uma bateria de testes audiológicos, no qual serão verificadas algumas habilidades específicas da função auditiva. A bateria inclui a avaliação audiológica, testes específicos e algumas avaliações eletrofisiológicas que poderão auxiliar neste diagnóstico.

Teste da Orelhinha

Ouvir é um dos sintomas mais importantes do ser humano. É através da audição que a criança se situa no ambiente, e todo bebê está submetido a apresentar possíveis problemas auditivos ao nascer ou adquiri-los nos primeiros anos de vida. Orienta-se realizar o teste da orelhinha, nos primeiros anos de vida do bebê (3 meses), detectando perdas precoces que possam influenciar no aprendizado da linguagem. Geralmente o exame é realizado no berçário em sono natural, de preferência no 2º ou 3º dia de vida. O tempo de duração varia entre 5 e 10 minutos, não tem qualquer contra-indicação, não acorda nem incomoda o bebê. Não exige nenhum tipo de intervenção invasiva (uso de agulhas ou qualquer objeto perfurante) e é absolutamente inofensivo.

Esse exame consiste na colocação de um fone acoplado a um computador na orelha do bebê que emite sons de fraca intensidade e recolhe as respostas que a orelha interna do bebê produz.

O exame logo ao nascer é imprescindível para todos os bebês, principalmente àqueles que nascem com algum tipo de problema auditivo. Estudos indicam que um bebê que tenha um diagnóstico e intervenção fonoaudiológica até os seis meses de idade pode desenvolver linguagem muito próxima a de uma criança ouvinte.

Fácil, rápido e sem dor.

Moldes de Acrílico ou Silicone

O molde de acrílico é o molde padrão indicado para próteses auditivas retroauriculares. Deixa um espaço livre na área da concha, vedando bem o canal e mantendo-se mais firme no local pela hélix. O acrílico rígido é o mais usado, pois é o mais resistente, durável e menos dispendioso. Em função de sua composição não porosa, aceita qualquer tipo de modificações, sejam estéticas ou acústicas.

O molde de silicone é um tipo de borracha hipoalergênica muito flexível e resistente, mas não admite muitas modificações acústicas e em especial as estéticas. É indicado para aparelhos auditivos potentes ou para pessoas alérgicas ao acrílico.

Clínica da Saúde da Audição

Nossa Localização

SANTA MARIA - RS
Rua Pinheiro Machado, 2350
Sala 410B - Centro
(55) 3223 1375

 

SANTA CRUZ DO SUL - RS
Rua 28 de Setembro, 425
Centro
(51) 3717 3623

NOSSOS DISTRIBUIDORES
Temos distribuidores em várias regiões do Rio Grande do Sul.
(Ver distribuidores)

Desenvolvido por: